Canadá: um destino e diversos pontos positivos

Há quem diga que o Canadá é um dos destinos queridinhos dos brasileiros quando o assunto é intercâmbio de estudos.  Os pontos positivos ficam por conta da qualidade de vida; localização do país; tipos e duração dos cursos oferecidos; tipos de acomodação; dólar canadense mais barato que o dólar americano; população multicultural; e instituições de ensino de ponta.

Entretanto, cá entre nós do mundo Agro, o que nos interessa mesmo é o fato de que a agricultura canadense é uma das MAIORES CONTRIBUIÇÕES para a economia do país e lidera como o QUINTO maior exportador mundial de produtos agrícolas, tais como linhaça, canola, leguminosas, trigo duro, ervilha, lentilha e mostarda. Isso mesmo, o QUINTO!!

Não bastando, imagina que a cada oito empregos canadenses um é relacionado com a indústria agrícola; e para cada agrônomo formado há três empregos disponíveis? Pois é, o destino bomba quando o assunto é grãos e emprega 40.000 pessoas somente no estado de Ontário. É um recorde impressionante de criação de empregos, avanço tecnológico e sustentabilidade ambiental!

E como não poderíamos ficar de fora deste destino tão cobiçado, a CAEP proporciona duas experiências superinteressantes: os cursos de idiomas e o Farmstay. Os cursos de idiomas são dedicados para as pessoas que desejam aprender ou aperfeiçoar o inglês ou francês (já que no estado de Quebec é a língua que predomina). Já o programa Farmstay, além da possibilidade de estudar inglês, fala-se também a língua do agronegócio: uma imersão em uma fazenda para vivenciar o cotidiano de uma família tipicamente do campo e realizar as atividades de rotina geral.

Neste país tipicamente frio, o que não vai faltar é frio na barriga para embarcar em uma experiência de conhecimento e imersão ao agro! Quer saber mais? Fale com a gente clicando aqui.

EPISÓDIO 1: INTERCÂMBIO DE ESTUDO

Hey, comunidade Caep!! Estreamos hoje no blog o “bate-bola jogo rápido” mais esclarecedor do mundo AGRO que você vai conhecer nessa rede online! Respondemos as 10 perguntas mais recorrentes sobre intercâmbio de estudos, de uma forma bem ligeira! É pá pum!

 

1. Quais são as modalidades de intercâmbio de estudos?

São quatro diferentes:

  • Cursos de idiomas;
  • Estudo + trabalho;
  • Farmstay;
  • Imersão na Universidade.

 

2. Qual o país de destino?

Conforme a sua preferência.

 

3. Com qual idade posso me candidatar?

Depende da modalidade de intercâmbio e do país escolhidos.

 

4. Tem período específico para iniciar o programa?

Sem restrição: curso de idiomas e estudo + trabalho

Com restrição: Farmstay (entre fevereiro e julho) e imersão na universidade (julho)

 

5. Quanto tempo antes preciso aplicar para o programa?

  • Cursos de idiomas: no mínimo um mês antes da data de início, mas pode variar de acordo com o país escolhido;
  • Estudo + trabalho: no mínimo quatro meses antes a data de início desejada;
  • Farmstay: no mínimo quatro meses antes a data de início desejada;
  • Imersão na Universidade: o quanto antes, pois as vagas são limitadas e podem esgotar a qualquer momento.

 

6. Quanto tempo dura um curso?

Depende do programa, mas no mínimo duas semanas.

Período máximo: um ano com possibilidade de extensão, dependendo do país e do programa.

 

7. Onde me hospedar?

Acomodação em residência estudantil ou casa de família, conforme sua preferência.

 

8. Qual o nível de inglês necessário para me candidatar?

Sem restrição: cursos de idiomas e estudo + trabalho.

A partir do nível básico: imersão na universidade.

A partir do nível intermediário: Farmstay.

 

9. Na modalidade de estudo + trabalho ou Farmstay é possível ser remunerado?

Remunerado: Estudo + trabalho, caso o estudante encontre um emprego. Os empregos são informais e não no setor agrícola.

Não remunerado: Farmstay.

 

10. O que a CAEP faz?

Resolve toda a burocracia desta viagem para você e cuida dos mínimos detalhes, em conjunto com os melhores parceiros internacionais, para que sua experiência seja incrível. Te orientamos para que você faça a melhor escolha de programa, curso, país e período, auxiliando em todas as etapas, inclusive compra de passagem aérea; contratação de seguro viagem e demais detalhes personalizados especialmente para você.

 

Quer entrar em campo e bater esta bola com a gente? Entre em contato clicando AQUI.

Farmstay – Experiência une estudo e trabalho!

Já se imaginou falando outro idioma e de quebra conseguir ficar em uma fazenda para aprender a rotina de uma propriedade e vivenciar os campos do mundo?

 

Isso é possível com o programa Farmstay, que nada mais é que moradia na fazenda. Farm = fazenda, Stay = permanecer. É um programa em que você melhora o seu inglês, aprendendo expressões e vocabulário agrícola, enquanto vive na propriedade e acompanha a família durante as atividades da propriedade.

 

Gostou? Continue a leitura e saiba mais sobre o programa e seus destinos!

 

O Programa – Cursos e trabalho no exterior preparam para o mercado

 

O Farmstay é um programa de imersão no Canadá ou na Nova Zelândia. O programa é dividido em duas fases:

 

1º Fase – Você vai estudar inglês em uma escola parceira da CAEP e morar com uma família local. O curso é de inglês geral, então você vai aprender gramática, melhorar a fala e a escuta.

 

2º Fase – Após melhorar a sua comunicação em inglês, o programa continua na propriedade rural. Nesta fase você irá morar e participar da rotina da família. As atividades são diversas, entre elas estão: cuidados dos animais, manutenção geral e tudo que fizer parte da rotina da família.

 

“Estudar o idioma vem primeiro, para que o aluno possa aprimorar seu inglês, antes de colocar a mão na massa. Depois, é a parte prática, na qual ele troca experiências com uma família local e mora na propriedade rural”, comenta Roberto Nobrega, consultor do programa Farmstay na CAEP Brasil.

 

É preciso ser proativo e flexível para aprender e se adaptar a uma nova rotina, além de ser responsável, já que a família está te recebendo espontaneamente, com o intuito da troca cultural.

 

“Faço de tudo, desde alimentar os animais, pilotar as máquinas, colheita, preparo, plantio, fenação, horta, cortar madeira e até butcher eu sou aqui! Ajudo na manutenção das máquinas e implementos, que não são poucos!”, comenta Adriano Tsutida, que já participou do programa Farmstay no Canadá.

 

Quer conhecer mais sobre o programa Farmstay? Clique aqui e descubra tudo que você precisa para embarcar nessa aventura no exterior!

Veja 10 palavras para aprimorar o seu inglês AGRO

O Inglês é uma das línguas mais faladas no mundo. Apesar de ter perdido seu posto de língua com mais falantes, ainda é uma língua fundamental. Seja no mundo empresarial, ou no próprio dia a dia, estamos rodeados de palavras em inglês.

 

No agronegócio não é diferente. Algumas das mais importantes teses e pesquisas feitas são em inglês. A ampliação das vendas e negociações de commodities são feitas em bolsas de valores de países de língua inglesa.

 

Produtores e empresários rurais do mundo todo realizam negociações em inglês tornando essa língua necessária. Pensando em te ajudar, e colocar um diferencial no seu vocabulário, a CAEP selecionou dez palavras para você aprimorar o seu inglês dentro do agronegócio.

 

Essa é uma lista curta, mas já vai te deixar preparado para boa parte das situações em que você possa se meter. Preparado?

 

#1 Rototiler (row – tuh – tái – ler) = Moto-cultivador. Este é um dos equipamentos mais utilizados nos EUA.

 

#2 Countour Farming (kân – ntór – fár – mein) curva de nível. Pode receber o nome de Countour Planting, ou Countour Ploughing, sendo está última palavra vinda do verbo “To Plough”, que significa “arar”.

 

#3 Dairy Cattle e Beef Cattle (Dái – ri – Ké- rou / bíf – ké-rou) – Cattle significa rebanho ou gado, já deu para perceber onde as duas expressões vão te levar, não? Dairy Cattle é a expressão referente ao “Gado de Leite”, enquanto que “Beef Cattle” significa Gado de Corte.

 

#4 Tie Stall Barn (tái istóu bárn) = Baia de laço ou baia restrita, expressão usada na pecuária. É um sistema de confinamento total que não é mais utilizado por conta do bem-estar animal.

 

#5 Combine Harvester (Com – bái – ne – Rrar – vest) = Colheitadeira Combinada. Combine, que significa combinar, e Harvester que significa colheitadeira, ou colhedora. É um tipo de colheitadeira muito utilizada nos EUA por combinar várias funções. Entre elas colher, debulhar e limpar.

 

#6 Manure Scraper (mâ-nur – Is – crei – per) – É um tipo de maquinário muito utilizado por aqueles que lidam com criação de gado. Manure significa esterco, enquanto Scraper, vem do verbo scrape (raspar), que é raspador.

 

#7 Lime Application (lá – i – me – a – pli – quei – xi – on) – Distribuidor de calcário. Lime = Calcário.

 

#8 FeedLot (fi – d – ló – t) = Confinamento. Termo utilizado para todo e qualquer tipo de gado.

 

#9 Ear of Corn  (ir – ofi – kórn) = . Espiga de milho, Espiga (Ear) de milho (Corn). Essa expressão é básica e muito utilizada, tanto dentro quanto fora da fazenda.

 

#10 Heifer (heh – fr) = Novilha.

E o que fica do seu intercâmbio?

Lá se foi investimento financeiro e tempo da vida se dedicando a aprender um novo idioma, longe da família e dos amigos, num lugar diferente, em que mal consegue se comunicar. E o que fica disso tudo?

 

À primeira vista parece um ótimo cenário de filme de terror, depois do embarque, a certeza que esse filme começou a ser rodado e esqueceram de avisar que o protagonista, é você! E agora é tarde demais para desistir.

 

É um misto de coragem para desbravar o novo, com o medo de dar, absolutamente, tudo errado em 3 segundos. E aí vem de novo aquela percepção de quem é o personagem principal da história e que para dar tudo certo ou tudo errado depende das suas escolhas, e o único culpado é você mesmo. E de repente aquele frio na barriga junto com aquela coragem lá do início da decisão de fazer um intercâmbio ressurge mais forte do que nunca.

 

Que a verdade seja dita, a vida não é feita só de flores e um intercâmbio menos ainda, mas a sensação de meta vencida e objetivo alcançado é incrível e ninguém vai poder fazer por você. Sair da zona de conforto não é fácil, mas estar disposto, já é um grande começo.

 

Voltar e contar todas as experiências e superações, é quando se dá conta de que tudo valeu a pena, que isso faz parte de você, do novo e renovado filho, irmão, amigo, colega.

 

E depois de adquirir tanto conhecimento, alguma coisa mudou, seja a forma em como lidar com um problema, a paciência, as diferenças, as opiniões formadas que não são mais as mesmas, é como se tivesse passado por um daqueles quadros de beleza “Antes e Depois”.

 

E então você se dá conta que toda essa vivência te transformou e que esse processo do intercâmbio foi fundamental.

Uma cena cultural interessante: Agroturismo

Uma cena cultural interessante: Agroturismo e tecnologia aliado a festivais e entretenimento ao ar livre.

 

Com uma combinação de arquitetura histórica e moderna, o centro de Champaign tem uma atmosfera charmosa de cidade pequena. A adorável cidade e suas atrações são indicadas para os jovens que gostam de entretenimento ao ar livre, tecnologia e agroturismo. A cidade é, em sua essência, a combinação de arte, gastronomia e educação.

 

O centro de Champaign tem lojas-butique elegantes e restaurantes gourmet, o que a torna o lugar perfeito para conseguir um presente exclusivo, ter um encontro romântico ou simplesmente passar a tarde. A energia vibrante é um convite para passear pela cidade durante todo o dia. Faça uma parada na Blind Pig Brewery para experimentar a cerveja fabricada no local e assista à Friday Night Live, uma série de concertos gratuitos que acontece todas as noites de sexta-feira durante o verão.

 

Também sede do campus da Universidade de Illinois, a cidade possui uma atração inusitada, o famoso passeio pelo milharal no Hardy’s Reindeer Ranch, que possui mais de 4.000 hectares de planmtação. Você precisará de mais de 3 horas para se localizar e encontrar a saída do labirinto, experimente-o também à noite para um desafio de suspense e aventura.

 

Conheça o Imersão na Universidade de Illinois e vivience a experiência de um Intercâmbio de Conhecimento no Agro!

Clique e saiba mais!

 

Fonte da matéria: https://www.visiteosusa.com.br 

COMO SE PREPARAR PARA O INTERCÂMBIO DE ESTUDO?

Para realizar um programa de curso de idiomas no exterior é importante se planejar!

Este programa exige um investimento e os valores são em moeda estrangeira, dependendo do destino você pode acabar gastando mais ou menos, por causa da conversão do câmbio ou por conta do custo de vida da cidade.

O primeiro passo é definir o destino que você tem interesse em realizar o curso, por exemplo Londres. Depois precisa definir quanto tempo gostaria de realizar o curso, 3 – 5 – 6 meses, e quando gostaria de embarcar (janeiro, março…), coloque um prazo, daqui 4 meses, 6 meses, 1 ano, 2 anos.

Solicite o orçamento para você ter ideia de valores e também se certifique das formas de pagamento.

Depois de receber o valor do curso, lembre-se que para iniciar a viagem, ainda terá que arcar com gastos para emissão do passaporte, visto (se for o caso),  passagem aérea e assistência de viagem.

Após do embarque, deve considerar se terá acomodação para o período todo do curso ou se apenas para as primeiras semanas, caso a acomodação seja por um pequeno período, você terá gasto com aluguel, transporte público, internet, refeições, passeios adicionais da escola e eventuais viagens que gostaria de realizar pelo país.

Anote os valores do curso, da viagem, da moradia, do custo de vida em outro país e se organize financeiramente. Tudo o que é planejado, fica mais fácil de alcançar.

Curso de Idiomas: Quanto tempo?

Você pode realizar por quanto tempo quiser e o tempo de aprendizado vai depender da sua dedicação em estudar o idioma. Quanto maior a exposição e o tempo disponibilizado a isso, maior e mais rápida será a evolução.

 

No entanto, de uma forma geral, os estudantes levam uma média de 8 semanas para mudar de nível, então se o seu nível for básico em 10 semanas estudando em outro país, você consegue atingir o nível pré-intermediário, se o seu nível for pré-intermediário, irá atingir o nível intermediário e assim por diante. O aperfeiçoamento ocorre em todos os quesitos, na fala, na escuta e na leitura. Claro que esse tempo pode vai variar conforme a instituição de ensino. Algumas instituições oferecem essa evolução em 4 semanas, outras em 8 e outras em 10.

 

O estudo do idioma não é apenas durante a aula, mas também fora, como ler um livro no idioma em que está estudando, escutar outras pessoas na rua falando e praticar a falar, seja para pedir uma direção, informação ou o seu almoço, tudo isso faz parte da imersão. Não perca as oportunidades do dia a dia para praticar e melhorar.

Além disso, outras opções que ajudam é assistir um filme com a legenda no idioma, escutar uma música com a letra para acompanhar, assistir a uma série, essas opções te ajudam e melhorar a leitura e escuta.

 

A evolução varia de pessoa para pessoa, algumas tem mais facilidade para aprender do que outras, mas a dedicação ao estudo é fundamental e determinante para que a sua evolução seja rápida!

 

Para aqueles que não tem tempo de realizar um intercâmbio de longa duração, faça um mais curto em um curso intensivo, por exemplo, e aproveite a chance de morar fora do país e conhecer uma nova cultura, ter contato com outras pessoas do mundo todo.

 

Independente da duração do programa, realizar um intercâmbio é uma experiência única.

Como escolher o destino?

A escolha do destino onde irá fazer o seu curso e onde irá morar pelos próximos meses, é uma das escolhas mais importantes do seu intercâmbio!

 

Você irá viver duas semanas, 3 meses, 1 ano ou mais nessa cidade, em um ambiente completamente novo e que não fala o seu idioma.

 

A escolha errada do destino pode transformar o seu intercâmbio em uma das piores experiências de vida, quando deveria ser uma das melhores, pense no tempo e dinheiro investidos! Por isso é muito importante saber para onde gostaria de viajar.

 

Para que você possa escolher a sua cidade, você deve levar em consideração o seu perfil! É preciso avaliar se você gosta de cidade grande ou prefere cidades menores, se tem fácil adaptação a um lugar muito frio ou muito quente. Se as atividades ao ar livre te atraem mais ou é indiferente, se você faz questão de praia e natureza ou prefere passar uma tarde em um museu de artes.

 

Depois que realizar um filtro entre as possibilidades, pesquise um pouco sobre cada destino da sua lista de interesse para ter certeza que o que você está imaginando vai de encontro com a realidade, é a famosa expectativa x realidade.

 

Se valor também é um ponto importante, faça a lista de preferência de cidade, de repente o investimento do primeiro destino de interesse é só um pouco maior do que a segunda cidade ou uma terceira opção pode ser mais acessível, mas ainda assim é um lugar que te interessa.

 

Se acertar na cidade, todo o resto ficará muito mais fácil! A adaptação, fazer novos amigos, aprender o idioma com mais facilidade, a sua dedicação e vivência será muito intensa e o seu aproveitamento maior ainda.

 

Essa é uma experiência que você vai levar para a vida!

É possível fazer curso de idioma no exterior!

Sim, você pode contratar aqui do Brasil um curso de inglês, espanhol, alemão, francês, italiano, japonês e até russo! Esses programas de intercâmbio de estudo geralmente ocorrem onde o idioma oficial do país é o que se quer aprender e essa é uma das maneiras mais rápidas.

 

Para aprender qualquer língua, não é preciso ter nível avançado, basta querer aprender! O ideal é que tenha o conhecimento básico que se quer estudar, isso irá facilitar a sua adaptação no país e também o aproveitamento em sala de aula.

 

programa de curso de idiomas é bem flexível e você pode escolher onde fazer o curso, quando começar e por quanto tempo quer estudar (geralmente o mínimo são 2 semanas). As escolas oferecem data de início todas as segundas-feiras do ano a partir do nível básico e você pode decidir quando quer começar.

 

Para quem nunca estudou, na maioria das vezes tem data de início uma vez por mês, e a data varia de destino para destino, de escola para escola. Nesses casos o planejamento precisa ser um pouco mais cuidadoso, para programar o tempo de processamento da matrícula e do visto, para que tudo fique pronto dentro do prazo para viajar na data certa. Em caso de atraso, terá que adiar a viagem para o próximo mês ou data disponível, além de pagar uma taxa adicional por alteração.

 

Por exemplo, para estudar inglês é possível realizar intercâmbio nos Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Irlanda, Reino Unido, Malta, Austrália e Nova Zelândia, em alguns países há opções de curso em mais de uma cidade.

 

Quanto maior a imersão e exposição ao novo idioma, mais rápido e fácil será o aprendizado.